O processo de cauterização consiste em queimar o tecido é queimado com o intuito de fechar ou remover alguma lesão do local, sendo utilizada, principalmente, para queratoses e verrugas.

A cauterização pode ser realizada de duas formas, sendo uma por meio químico, no qual se utilizam temperaturas extremas ou substâncias causticas/ácidas para queimar a pele e remover a lesão.

O segundo método é a eletrocauterização, no qual se utiliza o eletrocautério com o intuito de queimar os tecidos da pele e realizar a remoção do ferimento.

Além das lesões de pele, o procedimento também é utilizado em portadores do Papiloma Vírus Humano (HPV) e em tratamentos estéticos, principalmente os capilares e odontológicos.